31 de Outubro de 2007

"Portugal visto do Céu"

Portugal Visto do Céu
Coordenação e fotografia aérea de Filipe Jorge
Textos de José António Bandeirinha, Álvaro Domingues, José Portela, Lívia Madureira, José Reis
, Lúcio Cunha, Manuela Raposo Kagalhães, Luís Jorge Bruno Soares, Luis Conceição, entre outros.


Argumentum Edições


28 de Outubro de 2007

A Sense of Wonder / O sentido de deslumbramento

"A SENSE OF WONDER"
by David W. Orr

David W. Orr is a professor and chair of the Environmental Studies Program at
Oberlin College and author of Ecological Literacy and Earth in Mind.

«A revolution in education is underway and it is starting in the most unlikely places. The revolu-tionaries are not professional educators from famous universities, rather they are elementary school students, a growing number of intrepid teachers, and a handful of facilitators from widely diverse backgrounds. The goal of the revolution is the re-connection of young people with their own habitats and communities. The classroom is the ecology of the surrounding community, not the confining four walls of the traditional school. The pedagogy of the revolution is simply a process of organized engage-ment with living systems and the lives of people who live by the grace of those systems.
Perhaps the word "revolution" is not quite the right word, for what is captured in the images that follow is more akin to a homecoming. We all have an affinity for the natural world, what Harvard biologist Edward O. Wilson calls, "biophilia." This tug toward life is strongest at an early age when we are most alert and impressionable. Before their minds have been marinated in the culture of television, consumerism, shopping malls, computers, and freeways, children can find the magic in trees, water, animals, landscapes, and their own places. Properly cultivated and validated by caring and knowledge-able adults, fascination with nature can mature into ecological literacy and eventually into more and purposeful lives.
A curriculum that enables young people to discover their own homes as described here is not an add-on to the conventional curriculum. It is rather the core of a transformed education that enables young minds to perceive the extraordinary in what we mostly mistake for the ordinary. There has never been a time when we needed the kind of transformation described here more than at the end of a century of unprecedented violence and at the dawn of the new millennium. We need it, first, to help open young minds to the awareness of the forgotten connections between people, places, and nature.
But we need a transformed curriculum and schools as the start of a larger process of change that might eventually transform our communities and the culture beyond. If this occurs, and I believe that it will, it will begin with small everyday things: freshwater shrimp, the trees along the banks of streams, the lives of ordinary people, the stories we tell, and the excitement of children.
D.H. Lawrence once said that "Water is H 2 O, hydrogen two parts, oxygen one, but there is also a third things that makes it water and nobody knows what it is." It is magic, the kind that can only be found in nature, life, and human possibilities once we are open to them. What is captured in the images that follow is the kind of education that takes young people out of the classroom to encounter the mystery of the third thing. In that encounter they discover what Rachel Carson once called the "sense of wonder." And that is the start of a real education.»

Artigo retirado de www.ecoliteracy.org

27 de Outubro de 2007

AS FALSAS ACUSAÇÕES SOBRE HELENA BLAVATSKY - A verdade, 100 anos depois.

"Bem sabemos que para uma boa parte do actual consumismo pseudo-esotérico, Helena Blavatsky pouco ou nada significa. No entanto, podemos com toda a convicção asseverar que ela foi não somente a mulher mais sábia do seu século mas, provavelmente, de todas quantas a História tem registo; que se não fora a sua coragem em expor publicamente o que todos desconheciam ou não se atreviam a confessar, sofrendo com isso os mais brutais e aviltantes ataques, tudo quanto (pelo menos no Ocidente) se reclama (bem ou mal, melhor ou pior) de Esoterismo e Ciências Ocultas - incluindo os que aí encontram um modo de vida fácil e menos custoso do que o do trabalho comum - estaria metido na toca e/ou nem sequer saberia que “tais coisas” existiam. (...)"*

"(...) Vários deles [desses ataques contra H.P.B.] radicaram de um célebre relatório produzido em 1885 pela SPR - Society for Psychical Research, de Londres (ou, mais precisamente, pelo seu membro Richard Hodgson), que a apresentava como uma impostora. Tal acusação ainda hoje é citada como base das apreciações depreciativas que contra Helena Blavatsky são feitas em enciclopédias ou em libelos de fanáticos ou sectários desta ou daquela Igreja. Face a isto, cumpre esclarecer que, mais de 100 anos depois, a mesma Sociedade, após um trabalho de investigação do seu membro Vernon Harrison, expressa e formalmente declarou a incompetência, parcialidade e não confiabilidade daquele relatório, e reconheceu que ele não pode nem deve servir de base para qualquer acusação contra Helena Blavatsky (cfr. Vernon Harrison, “H.P.Blavatsky and the SPR - An Examination of the Hodgson Report of 1885″; Theosophical University Press, Pasadena, California, 1997). (...) Esperamos que novas versões de enciclopédias, bem como de escritos contra Helena Blavatsky, tenham em conta a rectificação que foi feita. Triste e significativamente, já verificámos que, em alguns casos, não houve esse zelo e esse escrúpulo…"*

*Excertos retirados da revista Biosofia n.º22, Setembro 2004, Lisboa, CLUC

Versões On-line:
H.P.Blavatsky and the SPR: An Examination of the Hodgson Report of 1885
H.P.Blavatsky y la Sociedad para las Investigaciones Psíquicas (em castelhano)

O livro que eles não queriam que você lesse / The book they didn´t want you to read


THE BOOK THEY DIDN'T WANT YOU TO READ

THE GOSPEL OF THE SECOND COMING
Timothy Freke e Peter Gandy. 256 p.

FREKE AND GANDY are internationally respected scholars who have authored five books together, including international bestseller The Jesus Mysteries, which was a 'Book of the Year' in the Daily Telegraph. Their other books include Jesus and the Goddess, which was cited by Dan Brown as an inspiration for The Da Vinci Code and The Laughing Jesus, which was critically heralded as 'one of the most important books that has emerged in this infant millennium'.

26 de Outubro de 2007

De Ocidente a Oriente - os sons de um músico português extraordinário

"Por que palavras?"

Conto Zen

« Um monge aproximou-se de seu mestre — que se encontrava em meditação no pátio do templo à luz da Lua — com uma grande dúvida:

"Mestre, aprendi que confiar nas palavras é ilusório; e diante das palavras, o verdadeiro sentido surge através do silêncio. Mas vejo que os sutras e as recitações são feitas de palavras; que o ensinamento é transmitido pela voz. Se o Dharma está além dos termos, porque os termos são usados para defini-lo?"

O velho sábio respondeu: "As palavras são como um dedo apontando para a Lua; cuida de saber olhar para a Lua, não se preocupe com o dedo que a aponta."

O monge replicou: "Mas eu não poderia olhar a Lua, sem precisar que algum dedo alheio a indique?"

"Poderia," confirmou o mestre, "e assim tu o farás, pois ninguém mais pode olhar a lua por ti. As palavras são como bolhas de sabão: frágeis e inconsistentes, desaparecem quando em contato prolongado com o ar. A Lua está e sempre esteve à vista. O Dharma é eterno e completamente revelado. As palavras não podem revelar o que já está revelado desde o Primeiro Princípio."
"Então," o monge perguntou, "por que os homens precisam que lhes seja revelado o que já é de seu conhecimento?"

"Porque," completou o sábio, "da mesma forma que ver a Lua todas as noites faz com que os homens se esqueçam dela pelo simples costume de aceitar sua existência como fato consumado, assim também os homens não confiam na verdade já revelada pelo simples fato dela se manifestar em todas as coisas, sem distinção. Desta forma, as palavras são um subterfúgio, um adorno para embelezar e atrair nossa atenção. E como qualquer adorno, pode ser valorizado mais do que é necessário."

O mestre ficou em silêncio durante muito tempo. Então, de súbito, simplesmente apontou para a lua. »
***
Retirado do website www.dharmanet.com.br

Dicas para uma boa Utilização do Tempo

Dicas para uma boa utilização do Tempo

Texto baseado no site www.timeday.org

- Durma até mais tarde, ás vezes.

- Acorde cedo, sempre que possível.

- Brinque com as crianças e fale com elas sobre a importância de viver intensamente a alegria.

- Visite os seus parentes, especialmente os mais idosos.

- Plante árvores.

- Retire uma actividade da agenda de seus filhos.

- Programe refeições em família/comunidade, pelo menos uma vez por semana; e comprometa-se a estar presente.

- Registre as suas despesas nos chamados "poupadores de tempo", como fast-foods, lojas de conveniências, etc., e observe quanto tempo de trabalho você utiliza para pagar essas despesas.

- Diminua pelo menos uma hora do tempo que assiste televisão ao dia.

- Experiencie como é excluir a televisão da sua vida por uma semana.

- Encoraje a legislação e controle sobre o SPAM e junk-mail.

- Tire férias em versões simples, ou férias em trabalho voluntário; peça a seu empregador para apoiar férias em voluntariado.

- Aprenda a meditar. Pratique por 5 minutos ao dia e gradualmente aumente o tempo até 10 minutos, ou dois períodos de 5 minutos ao dia.

- Cancele algum compromisso, ainda hoje.

- Faça uma caminhada longa.

- Fale pessoalmente sobre estas "Dicas" a três amigos, e sugira que eles façam a mesma experiência.

24 de Outubro de 2007

Abertura de escola pública bilingue árabe em Nova Iorque

A Academia Internacional Khalil Gibran (poeta americano de origem libanesa), escola pública bilingue onde se ensinará o árabe, em Brooklyn, cuja abertura foi aprovada pelo "Mayer" da cidade, Michael Bloomberg, será financiada através do departamento de educação de Nova Iorque. O representante democrata Dov Hikind, pelo Estado de Nova Iorque, considerou numa carta que "a abertura de uma escola árabe é uma ideia perigosa", justificando a sua posição com o argumento de que as crianças poderiam ser "doutrinadas". Por outro lado, vários grupos anti-racismo e a favor da imigração, insistiram, em comunicado, na necessidade de uma escola com estas características em Nova Iorque. "A cidade conta com mais de 60 programas de educação bilingues, que unem o inglês com a aprendizagem de idiomas como o espanhol, o chinês e o russo. Estas escolas, longe de serem enclaves separatistas, são o mais eficaz na aproximação entre os imigrantes e o resto dos estudantes". Quarenta e cinco alunos já se encontram inscritos para o curso de 2007-2008.

*
***
"Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores."
Khalil Gibran

***

19 de Outubro de 2007

A primeira mulher arquitecta a receber o Pritzker Architecture Prize - Zaha Hadid

"Zaha Hadid (árabe: زها حديد) (nasceu em Bagdad a 31 de Outubro de 1950) é uma arquitecta iraquiana identificada com a corrente desconstrutivista da arquitectura.
Formou-se em Matemática na Universidade Americana de Beirute. Após se formar, passou a estudar na Architectural Association de Londres. Depois de se graduar arquitecta tornou-se membro do Office for Metropolitan Architecture, trabalhando com seu antigo professor, o arquiteto Rem Koolhaas. Em 1979, passou a estabelecer prática profissional própria em Londres. Daí em diante, sua obra passa a possuir certo renome. Na década de 80, também leccionou na Architectural Association."



1041_helene_-binet_16.jpg649797413_4c133ac50d.jpgzha_chanel-pavilion_-2.jpgzha_chanel-pavilion_-1.jpgimg_0936.jpgimg_0934.jpg

Links:
Britische Architektin des Dekonstruktivismus

Guggenheim Museum - Exhibitions - Zaha Hadid

Zaha Hadid Blog

18 de Outubro de 2007

A arte da fotografia Raio-X, por Albert Koetsier

"É sabido há mais de duzentos anos que a película fotossensível produz imagens a que chamamos fotografias quando exposta à luz. Essas imagens são o resultado da interacção dos fotões que compõem a luz visível com a substância que reveste a película; daí o seu nome. No final do século XIX Roentgen descobriu que os Raios X não somente atravessavam corpos opacos como impressionavam igualmente a película fotográfica. Estas propriedades foram de imediato aproveitadas pelos cientistas para produzir radiografias que, desde então, têm sido usadas no âmbito quase exclusivo da medicina.

Durante os primeiros anos de utilização dos Raios X os cientistas fizeram algumas experiências com fins meramente estéticos, como o dr. Dain Tasker, um médico americano que realizou diversas radiografias de flores e plantas. Consideradas então como simples curiosidade sem valor, essas imagens permaneceram guardadas e esquecidas até serem resgatadas pela sua intrínseca qualidade fotográfica e artística. Recentemente foram vendidas em leilão em Nova Iorque, onde atingiram somas astronómicas.

A estrutura e composição dos seres vegetais torna-os especialmente fotogénicos nas radiografias e Tasker pressentiu-o. Usou radiografias de alta precisão, compôs arranjos vegetais com sentido artístico e tirou partido das formas e transparências. Actualmente existem diversos artistas que se dedicam à arte de desenhar com a luz. Facto curioso, são quase sempre dentistas ou médicos que têm acesso a equipamento de Raios X. Não se contentando com o simples registo do reflexo da luz nos objectos, preferem captar o efeito produzido pela sua viagem através deles.

Um desses artistas é o holandês Albert Koetsier, técnico de Raios X e fotógrafo amador. Koetsier foi além dos negativos das radiografias de flores e plantas e transformou-os em positivos. Após uma selecção elimina aqueles que apresentam imperfeições, manchas ou sobre-exposições - é frequente aproveitar um em cada dez. Seguidamente pinta-os com as mesmas tintas com que há um século atrás se coloriam os postais ou as fotografias a preto e branco. O resultado é uma combinação entre a imagem analítica dos Raios X e o toque da cor aplicada manualmente, entre arte e técnica."

Fonte: http://blog.uncovering.org/archives/2007/08/radiografia_art.html

Visitar: Beyond Light

17 de Outubro de 2007

"Todos precisam de beleza..." - o legado de John Muir

John Muir (1838-1914)
***
"Todos precisam de beleza assim como de pão;
de lugares onde se divertir e orar,
onde a Natureza possa curar,
encorajar e fortalecer tanto o corpo quanto a alma."
(John Muir, em The Yosemite, 1912)

***
« John Muir nasceu escocês e emigrou com a família para os Estados Unidos da America em 1849. Em 1868, depois de uma viagem pelo leste dos EUA, Cuba e Panamá, Muir chega à Califórnia, onde, no mesmo ano, conhece o lugar que influenciaria toda a sua vida - a Sierra Nevada, mais especificamente, o Vale do Yosemite. Consciente da importância e da fragilidade desse vale, que se encontrava ameaçado pela criação de ovelhas, Muir se envolveria pessoalmente na luta pela criação do Parque Nacional de Yosemite em 1890.

Os primeiros Parques Nacionais surgiram com o objetivo de preservar alguma curiosidade cénica ou natural, como aconteceu com os famosos gêiseres de Yellowstone, o primeiro Parque a ser criado no mundo, em 1872. John Muir teve um papel fundamental na mudança dessa perspectiva ao propor a preservação de áreas naturais com o foco em seus aspectos ambientais, científicos e educacionais. Muir reconhecia a importância dos ecossistemas e suas inter-relações para a manutenção da vida no planeta, ao mesmo tempo que via o homem como parte do mundo natural, e não o centro dele.

Pensador e escritor, seus trabalhos somam mais de 300 artigos e 10 livros, dentre os quais destaca-se Our National Parks (1901), que influenciaria o presidente Roosevelt a estabelecer 5 Parques Nacionais, 23 Monumentos Nacionais e 148 milhões de acres de Florestas Nacionais. Além de liderar o movimento pela criação do Parque Nacional de Yosemite, Muir participou de campanhas públicas que resultaram na criação dos Parques Nacionais das Sequóias (1890), Mount Rainier (1897) e Grand Canyon (1919), além do Monumento Nacional Petrified Forest (1906). Em 1892, participa da fundação da primeira organização ambientalista dos EUA, o Sierra Club. Escolhido como primeiro presidente, ocupou o cargo até sua morte em 1914, aos 76 anos de idade.

Visualizando a preservação de áreas naturais como uma política governamental, Muir estabeleceu as diretrizes que deram origem ao U.S. National Park Service, criado em 1916. O fato de que as idéias e objetivos por trás dessa instituição serviram de modelo para outros países no desenvolvimento de suas respectivas políticas de Parques Nacionais, põe em destaque, mais uma vez, o lugar ocupado por John Muir na história ambiental contemporânea.

"When we contemplate the whole globe as one great dewdrop,
striped and dotted with continents and islands,
flying through space with other stars all singing and shining together as one,
the whole universe appears as an infinite storm of beauty."

- Travels in Alaska by John Muir, 1915, chapter 1, page 5.

Fonte: www.sierraclub.org/john_muir_exhibit

Visitar Sierra Club

15 de Outubro de 2007

Muçulmanos apelam Cristãos à Paz

« Mais de 130 estudiosos muçulmanos do mundo todo realizaram, na quinta-feira, um apelo em nome da paz e da compreensão entre o Islão e a cristandade, afirmando que "a própria sobrevivência do mundo pode estar em jogo".

Em uma carta sem precedentes enviada ao papa Bento XVI e a outros líderes cristãos, 138 estudiosos muçulmanos disseram que encontrar um terreno comum para as duas maiores crenças do mundo não se resumia à questão de manter um diálogo educado entre líderes religiosos.

"Se os muçulmanos e os cristãos não estiverem em paz, o mundo não pode estar em paz. Diante do terrível arsenal do mundo moderno; diante do fato de os muçulmanos e cristão estarem entrelaçados em todos os lugares, como nunca antes, nenhum dos lados conseguirá vencer sozinho um conflito que oporia mais da metade dos habitantes do planeta", escreveram os estudiosos.

"Nosso futuro comum está em jogo. A própria sobrevivência do mundo está talvez em jogo", afirmaram, acrescentando que o Islão e a cristandade já concordavam que o amor de Deus e o amor ao próximo eram os dois mandamentos mais importantes de suas crenças.

As relações entre os muçulmanos e os cristãos sofreram um abalo devido aos ataques realizados no mundo todo pela Al Qaeda e ao facto de os EUA e outros países ocidentais terem invadido o Iraque e o Afeganistão.

Uma carta conjunta desse tipo não tem precedentes no Islão, que não possui nenhuma autoridade central capaz de falar em nome de todos os muçulmanos.

A lista de signatários inclui figuras de todo o Oriente Médio, Ásia, África, Europa e América do Norte. Trata-se de estudiosos sunitas, xiitas e sufistas.

A carta era endereçada ao papa, a líderes das igrejas ortodoxas cristãs, ao líder anglicano, arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, e aos chefes das alianças mundiais das igrejas luterana, metodista, batista e reformada. »


14 de Outubro de 2007

A Confluência da Ciência e Ciência Oculta no Século XXI (1.ª parte)

A apresentação de textos de Filosofia Esotérica neste website pretende:
- afirmar a Teosofia como o tronco comum de todas as religiões e filosofias;
- demarcar a verdadeira Ciência Espiritual, a Teosofia (Teo= Deuses, Sofia=Sabedoria; Sabedoria dos Deuses), do carrocel da pseudo-espiritualidade, das fantasias alianantes, dos vendedores de ilusões, das mil e uma afirmações insensatas e fantasiosas;
- incentivar o estudo sério da genuína e profunda Ciência Esotérica;
-demostrar a validade de muitas das inúmeras afirmações apresentadas na Doutrina Secreta de Helena Blavatsky (que, apenas "levantou uma ponta do véu" do Ensinamento Sagrado, da Sabedoria Intemporal) face aos avanços da ciência;
- apontar a confluência (onde ela existir) da ciência e Ciência Oculta, cada vez mais evidente neste início de um novo milénio, bem como a
acção inspiradora da Teosofia sobre muitos vultos da ciência;
Aqui, apresentamos apenas vislumbres... que podem (e merecem) ser seguidos, através das múltiplas referências que deixamos - de outros estudantes e investigadores mais profundos da Ciência Oculta e de um conjunto de obras sérias e valiosas.

O seguinte texto é constituido por excertos retirados de um artigo, mais amplo, apresentado na revista de investigação teosófica Portugal Teosófico, n.º 82 tomo 2 de 2001, p.31 a 34.

***

A Confluência da Ciência e Ciência Oculta, no Século XXI

"(...) O conhecimento trazido pela Teosofia é adaptado às necessidades humanas e permite ultrapassar os erros do materialismo científico. Não contestamos os dados objectivos recolhidos pela Ciência; contestamos a sua má interpretação e a recusa em aceitar o que contraria a verdade oficial, para evitar sanções. Algumas teorias persistem por falsas razões: censura aos factos (o darwinismo, por exemplo); escolha do que pode e não pode ser analisado; imposição de metodologias inadequadas ao tipo de estudo; falta de inclinação ou de vontade para estudar certos assuntos apesar das múltiplas evidências, etc. Outras, como a do Big Bang vêem apenas o lado material e não assimilaram os novos conceitos avançados pelas Teorias - Holística, Quântica, Sete Planos do Ser e tranferência de energia entre Planos, etc."

"A Ciência adoptou o método indutivo Aristotélico que parte do particular para o geral, assim como se fosse juntar as peças de um puzzle gigantesco. (...) o paradigma científico prevalecente do materialismo tem muitas hipóteses não justificadas ou objectivadas. (...) Isto significa que a própria ciência não trata da verdade ou conhecimento per se - mas antes de uma interpretação do mundo físico. Em contraste, a Ciência Oculta opera segundo a tradição Platónica movendo-se do geral para o particular dentro dos limites do ring-pass-not (i.e., dos limites da fronyeira do crescimento evolutivo) de cada sistema do mundo: a globalidade, o grande quadro é primeiro visto na sua natureza essencial e o modo como ele se apresenta em efeitos particulares é então explorado. O processo da mente é essencialmente ´um pensamento lateral` e intuitivo, aplicado de modo inserido no todo.(...)
Hoje encontramos um número crescente de cientistas voltados para o misticismo como complemento do método científico racional. (...) os professores e estudantes do Massachusetts Institute os Technology (MIT) formaram uma sociedade alquímica e estudam regularmente a Doutrina Secreta. (...) Esta obra é também discutida periodicamente no Harvard Club de Nova York por alguns professores de química incluindo professores do MIT. (...)

(...) É importante manter uma perspectiva imparcial e objectiva sobre as diferenças aparentes e concordâncias entre a ciência e Ciência Oculta. Porque as duas ciências as duas ciências tem objectivos e contribuições distintos embora complementares, não é ajuizado sobrepor em excesso cada uma delas a áreas que possam ser com mais confiança e adequação resolvidas pela outra. Já foi dito que a Ciência Oculta trata principalmente das questões fundamentais e dos factores causais, enquanto a ciência lida com as manifestações visíveis e exteriores destas influências internas, invisíveis e numenais. (...)"

0000000000

Exposição de Helena Blavatsky na Doutrina Secreta (1888), em Ciência Espiritual, e descobertas científicas posteriores que a corroboraram.

COSMOLOGIA
***
Queda do Materialismo

Doutrina Secreta
"Estamos no fim do ciclo de 5000 anos do actual Kali Yuga Ariano; e entre este tempo (i.e. 1888) e 1897 (início do novo milénio do Yuga) haverá um grande rasgão do véu da natureza e a ciência materialista conhecerá um golpe de morte".

Ciência
Descobertas experimentais:
1895 Raio X - Roentgen
1896 Radioactividade - Becquerel
1897 Electrão - Thompson
Matéria Radiante de Crookes
Elementos Radioactivos - Curie

Progressos teóricos:
1900 Quantum - Plack

***
Descobertas gerais da Ciência Natural

Divisibilidade do átomo: "O átomo é divisível e deve ser formado por partículas ou sub-átomos... É sob a doutrina da natureza ilusória da matéria e a infinita divisibilidade do átomo que toda a Ciência Oculta é estabelecida." DS
A descoberta do electrão em 1897. Subsequentemente, o protão, neutrão, quark e outras partículas e as suas antipartículas foram descobertas. "Teremos de abandonar a filosofia de Demócrito e o conceito de partículas elementares fundamentais". Heisenberg Science Março 19, 1976.


Movimento Perpétuo: "É uma lei fundamental do Ocultismo que não existe repouso ou cessação do movimento na natureza". "O Movimento Incessante... é o movimento perpétuo do universo, no sentido do espaço sem limites e sempre presente." DS

"A investigação científica mostra que tanto tanto no infinitamente pequeno como no infinitamente grande, tudo é movimento... e nada se encontra em repouso." Garret Service (The Einstein Theory of Relativity, N.Y.E.M. Radimann, 1928, p.48


Inconvertibilidade da massa e energia: "Para a Ciência Oculta a força e a matéria são apenas os dois lados da mesma Substância." DS

Einstein e a famosa equação E=mc2
"A Matéria é ela própria convertível em energia radiante" - Millikan


Energia atómica: "O ´movimento onda das partículas vivas` só é compreensível segundo a teoria de um Princípio Espiritual Vital e Universal... que se manifesta como energia atómica apenas no nosso plano de consciência." DS

"A equação de Einstein diz que bastaria um grama de massa ser transformada em calor em cada segundo, para 90 biliões de Kilowatts de corrente (eléctrica) serem continuamente produzidos." Millikan

***
Origem e Periocidade do Cosmos

Origem do Cosmos: "O Universo evolui de um Sol central, o PONTO, a origem oculta sempre perene."
"Os átomos emanados de um Ponto Central emanam por sua vez novos centros de energia, os quais... se multiplicam em outros centros menores. São estes que formam... as raízes dos mundos e globos que dão à luz homens, através dos sete reinos."
DS

O ponto último (matemático) existe no tempo zero do big bang, onde este ponto se expande como espaço-tempo para constituir o Universo físico em expansão. (ver nota final).
"Houve um tempo chamado o big bang em que o Universo era infinitamente pequeno e infinitamente denso". Hawking, A Brief History of Time, Bantam Press, 1988.


Periodicidade do Cosmos: "O aparecimento e desaparecimento dos Mundos é como um movimento de maré de fluxo e refluxo."
"Este processo de expansão (do Universo durante o período activo) e contracção do Universo durante o período dormente ocorre desde toda a eternidade e o nosso universo actual é apenas um de uma série infinita que não tem começo e não terá fim."
DS

Um padrão de repetição cíclica do big bang (expansão a partir de um ponto) seguido de um big crunch (contracção para um ponto). "Segundo a teoria geral da Relatividade devia ter havido um estado de densidade infinita no passado, o big bang, que teve um tempo efectivo de começo. Analogicamente, se o universo recolapsa deve haver um outro estado de densidade infinita no futuro, o big cruch, no fim do tempo". Hawking
***

Nota: No texto é referido o modelo big bang tradicional. A Doutrina Secreta não defende o modelo big bang tal como é correntemente entendido - mas apenas alguns aspectos da contrapartida física de princípios esotéricos. Ter presente que as descobertas recentes da Ciência estão a forçar que o modelo do big bang esteja constantemente a ser actualizado e modificado. Há vários modelos big bang.
0000000
Ver Colectânea de Textos de Ciência Espiritual/Teosofia na coluna da direita

13 de Outubro de 2007

O extraordinário talento de um desconhecido vendedor de telemóveis - Paul Potts

Um modesto e envergonhado vendedor de telemóveis que sempre desejou cantar ópera levou às lágrimas uma imensa plateia de telespectadores do programa "TEM TALENTO", uma versão britânica do famoso "ÍDOLOS" americano. A voz de Paul Potts emocionou a audiência e recebeu uma tremenda ovação em pé pela seu extraordinário desempenho do difícil "Nessun Dorma" de Puccini.
*
*****
Paul Potts cantando ópera - 1ª actuação

*

*****

Paul Potts - Grande Final - vencedor do programa "TEM TALENTO"

Visite: Paul Potts

12 de Outubro de 2007

Prémio Nobel da Paz para Al Gore e Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas


« O Prémio Nobel da Paz foi hoje atribuído ao ex-vice-presidente norte-americano Al Gore e ao Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas da ONU.
O prémio foi atribuído al Al Gore e ao Painel das Nações Unidas pelo "esforço conjunto na criação e disseminação de um maior conhecimento acerca da influência humana nas mudanças climáticas, e pelo lançamento das bases necessárias para inverter essas mudanças", indica o Comité Nobel no seu site.»

Informação retirada do Jornal Público
***
Links: Nobel da Paz para Al Gore (Jornal Público - Portugal); Políticos noruegueses indicam Al Gore para Nobel da Paz (Folha Online - Brasil); The Nobel Peace Prize 2007 (Nobel Prize Foundation)
***
Textos relacionados:

Special Olympics nos XII Jogos Mundiais de Verão em Xangai

O que são os Special Olympics?
"Special Olympics é uma organização internacional que visa melhorar a qualidade de vida das pessoas portadoras de deficiência mental. O objetivo é integrar estas pessoas na sociedade, através da prática desportiva, proporcionando-lhes a oportunidade de mostrar que são cidadãos úteis e produtivos. Os Special Olympics oferecem treino e competições desportivas durante todo o ano em 26 desportos de tipo Olímpico, para crianças e adultos portadores de deficiência mental, sem distinção de sexo ou idade e para todos os níveis de habilidade.
Missão
Proporcionar treino e competições desportivas durante todo o ano em diversas modalidades olímpicas, para crianças e adultos portadores de deficiência mental, dando oportunidades para que desenvolvam suas aptidões físicas, demonstrem coragem, tenham momentos alegres e, compartilhem seus valores, habilidades e companheirismo com suas famílias, outros atletas da Special Olympics e a comunidade em geral.

Filosofia
Os Special Olympics baseiam-se no pensamento de que as pessoas portadoras de deficiência mental podem, com treino e encorajamento, aprender, socializar-se e ter muitos benefícios com a participação em programas desportivos, individuais e por equipa. Desta forma, as pessoas portadoras de deficiência mental beneficiam-se física, mental, social e espiritualmente; a família torna-se mais unida, e a comunidade como um todo, participando ou observando, passa a compreender melhor estas pessoas com crescente respeito, igualdade e aceitação."
Informação de SpecialOlympics.org

Special Olympics nos XII Jogos Mundiais de Verão em Xangai
"Vinte e um atletas portugueses, todos portadores de deficiências intelectuais, e distribuídos por um total de cinco modalidades - futebol de sete, atletismo, ginástica artística, golfe e natação -, integraram a delegação lusa na 12.ª edição dos Jogos Mundiais de Verão dos Special Olympics, entre os dias 2 e 11 de Outubro. Depois de Dublim, na República da Irlanda, em 2001, seguiu-se agora Xangai, na China. Um total de 10 mil participantes, um número recorde nesta competição, oriundos de 169 países, participaram na prova, em que evoluiram em 23 modalidades.
Os atletas que integraram a comitiva portuguesa frequentam, na sua grande maioria, escolas de ensino especial e são acompanhados por uma equipa técnica para cada uma das modalidades em que competem."
Informação retirada do DNonline
***
Special Olympics: Comitiva lusa conquista 17 medalhas
"A comitiva portuguesa nos Jogos Mundiais Special Olympics conquistou um total de 17 medalhas, distribuídas por todos os atletas em competição, disse hoje a chefe da delegação, que pretende maior visibilidade para os atletas deficientes mentais após estes resultados.
Os atletas nos Mundiais Special Olympics, prova desportiva para portadores de deficiência mental, regressam a Portugal com 10 medalhas de ouro, quatro de prata e três de bronze, subindo ao pódio nas cinco modalidades que disputaram no evento, que hoje terminou em Xangai, no leste da China."

Informação retirada do Diário Digital

10 de Outubro de 2007

10 de Outubro - Dia Mundial Contra a Pena de Morte

Texto retirado do Website da Amnistia Internacional Portugal

10 de Outubro - Dia Mundial contra a Pena de Morte
A comemoração deste dia foi iniciada pela Coligação Mundial contra a Pena de Morte. Neste dia, os cidadãos e organizações em todo o mundo promovem acções com o objectivo de denunciar o uso contínuo da pena de morte e chamar novamente a atenção de que a abolição é uma batalha universal. Desde a adopção do Dia Mundial contra a pena de morte, em 2003, têm sido organizadas centenas de iniciativas: debates, concertos, conferências, demonstrações, petições e actividades educativas e culturais em mais de 70 países nos cinco continentes
.

A Coligação Mundial contra a Pena de Morte
A Coligação Mundial Contra a Pena de Morte foi criada em 2002 para reforçar a dimensão da luta internacional contra a pena de morte.Foram reunidas mais de 60 organizações não-governamentais, associações profissionais e organismos públicos que são activos em todo o mundo na luta pela abolição da pena de morte.Dois terços dos países do mundo aboliram a pena de morte ou não a aplicam na lei e número de execuções continua a diminuir todos os anos. Mas, em 2007, um terço dos países do mundo ainda mantém a pena capital.As morte judiciais tem que acabar.Hoje, as nações do mundo estão a considerar a abolição da pena de morte apelando a uma moratória às execuções.

Pena de Morte: a forma mais cruel, desumana e degradante de punição
(...)

Apoio mundial à moratória às execuções
Cinco milhões de pessoas já apoiaram esta iniciativa e assinaram a petição que apela pela pena de morte. Por ocasião do Dia Mundial Contra a Pena de Morte, a Amnistia Internacional apela a todos os cidadãos que se juntem a esta iniciativa e a todos os Governos que votem a favor desta resolução.

Assine a petição em www.worldcoalition.org

(Para ler este texto completo visitar Amnistia Internacional Portugal)

9 de Outubro de 2007

Imagem astronómica do dia / Astronomy Picture of the Day

Aurora, Estrelas, Meteorito, Lago, Alaska

Ver em: Astronomy Picture of the Day
(Todos os dias uma imagem)

A Estética e Harmonia na obra de Santiago Calatrava


6 de Outubro de 2007

Muhammad Yunus e a Pobreza

O Prémio Nobel da Paz, Muhammad Yunus, fala sobre a Pobreza
Muhammad Yunus on poverty

"One day our grandchildren will go to museums to see what poverty was like"

"Poverty has been created by the economic and social system that we have designed for the world. It is the institutions that we have built, and feel so proud of, which created poverty to them."

Muhammad Yunus

Ver: ELIMINATING POVERTY THROUGH MARKET-BASED SOCIAL ENTREPRENEURSHIP

Muhammad Yunus Org. The Nobel Prize Foundation

Ecologia Profunda

Fotografia de Ansel Adams

"O que me tenho vindo a preparar para dizer é que na natureza selvagem reside a preservação do mundo...
A vida consiste em vida selvagem. O mais vivo é o mais selvagem. Não estando ainda subjugado pelo homem, a sua presença retempera-o... Quando quero re-criar-me a mim próprio, procuro o mais sombrio bosque, o pântano mais espesso e, para o citadino, o mais triste. Entro aí como num lugar sagrado, num Sanctum sanctorum.
Aí está a força, o âmago, da Natureza. Em resumo, todas as boas coisas são selvagens e livres."

Henry David Thoreau, 1851

***
"O «controle da natureza» é uma frase concebida com arrogância, nascida da idade Neanderthal da biologia e da filosofia, quando se suponha que a natureza existe para comodidade do homem. Os conceitos e práticas de entomologia aplicada datam, na sua maior parte, dessa Idade da Pedra da ciência. É nossa infelicidade alarmante que uma ciência tão primitiva se tenha dotado das mais modernas e terríveis armas, e que ao voltá-las contra os insectos se tenha também voltado contra a Terra."

Rachel Carson
***
"A natureza, cuja evolução é eterna, possui valor em si mesma, independentemente da utilidade econômica que tem para o ser humano que vive nela. Esta idéia central define a chamada ecologia profunda – cuja influência é hoje cada vez maior – e expressa a percepção prática de que o homem é parte inseparável, física, psicológica e espiritualmente, do ambiente em que vive."

In "A Vida Secreta da Natureza" de Carlos Cardoso Aveline
***

5 de Outubro de 2007

Graciosa e Corvo - Novas Reservas da Biosfera Portuguesas

Ilha da Graciosa e Ilha do Corvo são Novas Reservas da Biosfera Portuguesas

"O Bureau do Conselho Internacional de Coordenação do Programa MAB (Man and the Biosphere Programme) classificou 23 novas Reservas da Biosfera em 18 países, entre as quais as ilhas da Graciosa e do Corvo, nos Açores."
Notícia retirada do website Unesco Portugal

Rumi, o místico do amor

"Sofreste em excesso
por tua ignorância,
carregaste teus trapos
para um lado e para outro,
agora fica aqui.

Na verdade,
somos uma só alma, tu e eu.
Nos mostramos e nos escondemos tu em mim, eu em ti.
Eis aqui o sentido profundo de minha relação contigo,
Porque não existe, entre tu e eu, nem eu, nem tu."


Al Rumi


***
Celebra-se em 2007 os 800 anos do nascimento de Jalal ud-Din Rumi (1207-1273), considerado um dos maiores místicos e poeta da civilização islâmica. Rumi nasceu no Afeganistão, viveu grande parte da sua vida no Irão e passou os seus últimos dias até morrer na Turquia. "A sua influência na filosofia, literatura, misticismo e cultura, foi tão profunda que por toda a Ásia Central e países Islâmicos quase todos os sábios religiosos, místicos, filósofos, sociólogos e outros, reflectiram sobre seus escritos durante vários séculos". A UNESCO considerou 2007 o Ano Internacional de Rumi.


***

Teoria Darwinista e Selecção Natural


"Não é contra as descobertas zoológicas e antropológicas baseadas em fósseis do homem e dos animais que todos os místicos e ´crentes` em uma alma divina se revoltam interiormente, mas apenas contra as conclusões imaturas contruídas sobre teorias preconceituosas, feitas para caber dentro de certos preconceitos"

"A ´Selecção Natural` não é uma Entidade; é antes uma frase conveniente para descrever o modo pela qual a sobrevivência dos aptos e a eliminação dos inaptos é levada a efeito, na luta pela existência. Mas a Selecção Natural, na humilde opinião desta escritora, é na realidade um puro mito; especialmente quando a ela se recorre para explicar a origem das espécies. por si mesma nada pode produzir e opera apenas na matéria tosca que lhe é fornecida. A verdadeira questão desta tese é: que CAUSA - combinada com outras causas secundárias - produz as variações nos próprios organismos."

Helena Blavatsky, in A Doutrina Secreta



Ver "Darwinismo versus Criacionismo. E uma terceira hipótese" (contém ligações a alguns muito bons artigos, em português e inglês)
*
***

"A Mudança Planetária Está Acelerando"


« A preparação de uma possível crise ecológica global aumenta a sua velocidade. Um informe científico divulgado dia 03 de Outubro pela rede de televisão CNN Internacional revela que entre 2005 e 2007 o processo de degelo na região do Árctico sofreu um novo e agudo processo de aceleração [a mesma informação é apresentada na revista National Geographic Portugal, de Outubro de 2007]. Pesquisadores dizem que pode ter sido ultrapassado um “ponto de não-retorno” em uma mudança climática radical. Enquanto isso, o número de furacões, tufões e tremores de terra aumenta significativamente em várias regiões do planeta, acompanhando o crescimento da poluição ambiental e do desmatamento.
Para entender melhor o contexto destes diferentes desafios – e o que há em comum entre todos eles – examine os três textos




Eles fazem parte da seção de Meio Ambiente e Ecologia Profunda do website www.filosofiaesoterica.com . »

Texto retirado com permissão do "Boletim O TEOSOFISTA", outubro 2007, do website www.filosofiaesoterica.com

4 de Outubro de 2007

Primavera, Verão, Outono, Inverno... e Primavera



Primavera, Verão, Outono, Inverno... e Primavera (Spring, Summer, Fall, Winter... and Spring) é um filme belíssimo, realizado por Kim Ki-Duk em 2004.

Um filme de rara e sublime beleza e, seguindo a tradição dos contos budistas, com uma história que nos convida a uma profunda reflexão sobre a influência dos ciclos da vida, metafóricamente representados na cadência das estações do ano e no seu ciclo de nascimento, crescimento, envelhecimento, morte... e nascimento.


A não perder esta pequena jóia do cinema. Encontra-se na maioria dos video-clubes!


Para ver trailer visitar:

A natureza da Beleza

Clearing Winter Storm

Mirror Lake and Mount Watkins

Redwood Grove

«À queixa "não há pessoas nestas fotografias", eu respondo "há duas pessoas: o fotógrafo e aquele que vê a fotografia»

Ansel Adams

(Fotógrafo Americano 1902-1984)


The Ansel Adams Gallery